Tretas no Twitter: Após ultimado de Musk, funcionários pedem demissão e deixam a sede da rede do passarinho

E as confusões não param um minuto na sede do Twitter. Após Elon Musk, novo proprietário da rede social, dar um ultimato nada gentil para a equipe, houve uma “revolta generalizada” e vários funcionários resolveram deixar o projeto da rede social. 

Mas o que tinha neste “aviso”? Basicamente ele avisou que as coisas na empresa seriam bem diferentes daqui pra frente! Os funcionários receberam um e-mail 📥 onde Musk informou que, para criar um Twitter 2.0 com muito sucesso internacional seria necessário ativar o modo “extremamente hardcore” (leia-se muitas horas e um ritmo frenético de trabalho). No texto também pedia para, quem estivesse de acordo neste novo modelo deveria clicar em “sim” e quem não respondesse até às 17h da última quinta-feira (17), estaria automaticamente desligado. 😨

E como foi a aceitação por meio da equipe? Boa que não foi né! Imagina só você receber um e-mail delicado desse e ainda ser automaticamente demitido se não respondesse no horário definido… Desnecessário Musk! 😵

Ao que tudo indica, muito mais da metade do quadro de funcionários da empresa optou por se desligar. 😲 Destes saíram pessoas da alta administração da plataforma, equipe de programação, setor de comunicação e outros. Na noite de ontem seguranças da empresa começaram a colocar funcionários para fora dos prédios e também foi informado que até a próxima segunda (21), os escritórios serão fechados e todos os acessos de crachá cancelados. 

O que será que vai rolar nos próximos dias com o Twitter? Só o Elon Musk sabe, porém, ficaremos de olho para contar tudo! 

Autor: Taís Machado

Você também pode gostar de...