Deu ruim para o Uber: Suíça considera que motoristas são empregados e suspende operações

Se você depende do Uber para ir ao trabalho, não vai querer morar em Genebra. Isso porque a máxima autoridade judicial do país indicou na última sexta-feira (3) que os motoristas do aplicativo devem ser considerados empregados. Além disso, também foi decidido que para a Uber continuar operando, a empresa vai ter que cumprir com a lei.

  • Desde sábado as operações da Uber já foram suspensas em Genebra.
  • Por enquanto, o serviço Uber ainda está disponível em muitas cidades suíças, como Berna, Zurique e Lausanne.


Em nota, a Uber disse que centenas de motoristas serão afetados em Genebra:

“não deixa outra opção além de suspender temporariamente os serviços no cantão até uma retomada do diálogo com as autoridades para ser encontrada uma solução aceitável para todos”.

O conflito da suíça Não deixa de existir por aqui…

Apesar de o aplicativo funcionar normalmente nas terras tupinanquins, por aqui também existem projetos de lei que tentam reivindircar direitos trabalhistas convencionais aos motoristas de aplicativo. Esse assunto provavelmente voltará a tona após o fim dos projetos emergencias contra a COVID.

Zoom Out: O Brasil tem aproximadamente 1,5 milhão de pessoas que trabalham com transporte de passageiros e entrega de mercadorias. De acordo com dados de 2021, segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), existem no país 945 mil motoristas de aplicativo e taxistas.

Você também pode gostar de...