Startup fundada por brasileiro nos EUA capta R$ 290 milhões

Criada  em 2018 pelo brasileiro João de Paula e pelo americano Matthew Watson no Vale do Silício, a Origin startup de planejamento financeiro, captou R$ 290 milhões, chegando ao valor de R$ 2 bilhões. 

A história: 

O fundador De Paula começou sua carreira em tecnologia faz dez anos, com o marketplace de lojas virtuais Glio. A startup passou na aceleradora americana Y Combinator em 2013.

  • O objetivo dos empreendedores era ter uma solução escalável para planejamento financeiro e que fosse gratuita aos usuários. 


Oportunidades aparecem…

Com a pandemia a empresa viu uma nova oportunidade: o estresse financeiro. Nesse contexto a Origin criou a seguinte solução:

  • Fazer as empresas pagarem para que seus funcionários tivessem um bom planejamento das contas.

Não fez sentido? O racional está nós números:

  • Funcionários financeiramente estressados têm 4 vezes mais chances de serem diagnosticados com depressão e 2,2 vezes mais chance de se demitirem, segundo uma pesquisa da consultoria PwC. 

Como opera a Origin?

  • A monetização é feita por meio de uma mensalidade por funcionário paga pelas empresas, que oferecem o planejamento financeiro como benefício.
     
  • Os funcionários colocam informações como idade, estado civil, quantidade de filhos e objetivos de vida.
     
  • A fintech pede conexão com contas bancárias, de investimento e com dívidas pendentes.
     
  • As informações são processadas por uma inteligência artificial da fintech e transformadas em conselhos financeiros.
     
  • Uma rede de 250 planejadores financeiros certificados, que conversam com os funcionários por mensagem ou vídeo.

Grandes Aportes!

  • O empreendimento já havia captado um aporte semente de US$ 3 milhões e um aporte série A de US$ 12 milhões.
     
  • Série B divulgada hoje de R$ 290 milhões da rodada mais uma nova.

 
Vale ressaltar…

A Origin multiplicou seu faturamento em 25 vezes nos últimos 12 meses. O objetivo da fintech é cruzar a marca de 1 milhão de funcionários atendidos com o novo investimento, sem uma estimativa exata de multiplicação do faturamento atual. Parece bem ambicioso. Risos.

Você também pode gostar de...