CNN + fecha as portas poucos depois do lançamento

CNN +-fecha-as-portas

Tchau CNN+! O serviço de streaming será encerrado em 30 de abril, com apenas um mês de estreia. 

A CNN pode comprovar que a felicidade não dura pra sempre pessoal. No caso da empresa, esse sentimento durou apenas um mês e impactou mais de 600 mil funcionários.

Em comunicado oficial, Chris Licht, novo CEO da CNN, informou aos funcionários da companhia que a decisão foi tomada para revisar a estratégia de streaming da emissora.

“À medida que nós nos tornamos a Warner Bros. Discovery, a CNN será mais forte como parte da estratégia de streaming da companhia, que vê as notícias como uma parte importante de uma oferta mais ampla e atraente, juntamente com conteúdo de esportes, entretenimento e produções de não ficção”, disse o CEO.

Ao ser inaugurada, a CNN + foi considerada um dos desenvolvimentos mais significativos da história da emissora, então porque a felicidade durou tão pouco? 

Entenda por que a Warner Bros Discovery acabou com a CNN+

Um fato que nós não podemos negar: A disputa pelo coração dos telespectadores e a conquista do maior número de assinantes está cada vez mais acirrada entre os serviços de streamings. 💸

Apesar das ações da Netlfix despencaram nos últimos dias e com uma queda significativa no número de assinantes, a Warner Bros Discovery decidiu pisar no freio. 

Assim, o objetivo da empresa é aumentar sua base de assinantes para um pacote completo que iria unificar serviços como: HBO Max, Discovery+ e outra programação da WarnerMedia.

E aí entra a CNN+, que será incluída nessa pacotão do streaming, afinal de nada adianta dividir recursos com mais uma plataforma.

Beleza, mas e os funcionários da falecida CNN+? 

Se de um lado, o anúncio é positivo, do outro a coisa não tá tão bonita assim. Licht se pronunciou dizendo que pelos próximos três meses, todos os colaboradores continuarão sendo pagos e receberão benefícios para explorar oportunidades dentro da CNN.

Nada mais certo, né? 

Além disso, a decisão era totalmente na contramão das estratégias da Discovery, o que terminou na demissão do vice-presidente executivo que cuida dos negócios digitais da CNN, Andrew Morse.  

É…parece que o clima ficou tenso!

Você também pode gostar de...