Presidente do Peru tenta dar golpe de estado, fracassa e acaba preso

Veja só se não parece um enredo de filme: O presidente do Peru, Pedro Castillo, começa o dia com um ato inesperado – que nada mais foi que uma tentativa de aplicar um golpe de estado – onde instituiu um governo de exceção, a dissolução do Parlamento e uma nova eleição. Aí você se pergunta, mas o que motivou ele a fazer isso? 

Nesta quarta-feira (7), aconteceria a votação no Apartamento do terceiro processo de impeachment do presidente, logo, para tentar evitar, ele achou que seria mais fácil a dissolução do parlamento. Deu certo? Claro que não! 

A votação aconteceu e foram 101 votos dados para o impeachment acontecer (eram necessários 87).O argumento dos parlamentares no Congresso é de que Castillo tinha uma incapacidade moral de gerir o país, por isso, precisava ser destituído.  

A vice-presidente, Dina Boluarte, foi chamada pela Casa para que assumisse a presidência do Peru o quanto antes. Vale salientar que algumas semanas atrás houve um rompimento entre ela e o antigo presidente, que estava recebendo várias acusações de corrupção nos últimos tempos.

Agora é a parte final do enredo do filme: Após a tentativa furada do golpe de estado, Pedro Castillo foi levado e preso pela polícia local. Quem imaginaria que isso poderia acontecer, não é mesmo?

Autor: Taís Machado

Você também pode gostar de...