A baixa do mercado das criptomoedas está influenciando até os mineradores de bitcoin, que na última terça-feira (6), resolveram desligar as máquinas. A motivação? A dificuldade de minerar os BTC caiu 7,32% apenas nesta semana. 

Os mineradores precisam vender os Bitcoins para custear toda a operação, que não é lá muito barata. Nos últimos meses eles já foram afetados pela queda no preço da criptomoeda, o que impactou diretamente na receita, e também pelo crescente aumento na conta de eletricidade, o que faz com que os custos da operação também aumentem bastante. 

A dificuldade de mineração se ajusta automaticamente de acordo com o hashrate, que é o poder computacional disponível, que busca manter o tempo necessário para minerar um bloco de bitcoin estável em cerca de 10 minutos. Quanto mais mineradores estiverem trabalhando, maior será a dificuldade. Se os mineradores param, a dificuldade cai e fica mais difícil manter os blocos estáveis no tempo necessário. 

A realidade é que a crise das criptomoedas está, de fato, afetando todas as pessoas que estavam ligadas direta ou indiretamente pelo setor. Será que as coisas vão melhorar para as moedas digitais ou será o fim de uma era?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.