Meta demite dentro e fora do Metaverso

Será que se você for demitido no Metaverso, o que acontece na vida real? Bom, parece que a realidade segue a ficção. Risos. Isso porque, o Meta anunciou ontem sua maior rodada de demissões de todos os tempos, demitindo 13% de sua força de trabalho (11.000 pessoas).

A empresa controladora do Instagram, Facebook e WhatsApp está tentando dar o salto de potência de mídia social para construtor de metaversos desde que Zuck mudou seu nome para Meta em outubro de 2021. Para isso, contratou como um louco. Em setembro, o número de funcionários da Meta atingiu 87.314, o maior de todos os tempos. Mas depois de basicamente sangrar em seus dois últimos relatórios de lucros trimestrais, a Meta teve que tomar medidas drásticas para cortar custos.

Tio Zuck ficou tristãodizendo aos funcionários que assume “total responsabilidade por essa decisão”. Mas ele também culpou fatores externos. Ele disse que o e-commerce voltando aos níveis pré-pandemia e as dificuldades para garantir os gastos com anúncios graças a muito mais concorrência (ou seja, TikTok) “fizeram nossa receita muito menor do que eu esperava”.

Overview: de acordo com a Crunchbase, 50.000 trabalhadores de tecnologia americanos foram demitidos desde o início de 2022. Mas, para colocar em perspectiva, esse número representa menos de 1% dos 6 milhões de funcionários de tecnologia nos EUA.

Autor: higor torrez

Você também pode gostar de...