Conselho do Twitter vai fazer reunião por causa de Elon Musk

Quando o assunto começa com “M” e termina com “USK”, sabemos que vocês ficam com os ânimos bem exaltadinhos. Agora, imaginem como vai ficar a assembleia do Twitter Inc (TWTR.N)ao enfrentar acionistas céticos nesta quarta-feira durante a reunião anual.

Toda essa tensão existe porque não se sabe se a empresa de mídia social concluirá seu acordo para ser comprada pelo bilionário Elon Musk pelo preço combinado. O executivo-chefe da Tesla twittou em 13 de maio que a aquisição de US$ 44 bilhões estava “temporariamente suspensa”, enquanto ele buscava mais informações sobre a proporção de contas falsas no Twitter.

A empresa disse na semana passada que continua comprometida com o acordo pelo preço acordado. No entanto, os investidores não pareceram convencidos, já que as ações do Twitter fecharam na terça-feira em US$ 35,76, representando um desconto de 34% em relação ao preço de US$ 54,20 por ação. Será que vai sair por uma pechincha?

Embora a reunião anual virtual inclua uma sessão de perguntas e respostas na quarta-feira, um porta-voz do Twitter disse que a empresa não responderá a perguntas relacionadas a negócios (também não entendemos a lógica, mas tudo bem).

Os investidores do Twitter devem votar em cinco propostas de acionistas, todas contra a administração, que incluem pedir à empresa que produza um relatório sobre seu impacto nos direitos civis e outro sobre suas atividades de lobby.

O mandato do cofundador do Twitter, Jack Dorsey, como membro do conselho expira na quarta-feira. Dois outros diretores concorrerão à reeleição na reunião.

Autor: higor torrez

Você também pode gostar de...