A Netflix vai comprar uma empresa de anúncios?

Você também odeia anúncios? Bom, parece que as empresas não estão ligando muito para isso, risos. Isso por que a Netflix também está querendo colocar anúncios na sua plataforma e ela pretende conseguir comprando uma empresa de anúncios chamada Roku.

Mas afinal, que diabos é Roku?

A Roku é uma plataforma de streaming que permite que você assista a seus programas de TV favoritos com praticidade e sem gastar muito. Os dispositivos Roku atuam como uma central de entretenimento, para que você assista a o que quiser, quando quiser.

O negócio de anúncios da Roku faturou US$ 647 milhões na receita do primeiro trimestre e está parecendo barato com as ações caindo 55% este ano. Embora improvável, a compra do Roku daria à Netflix acesso imediato a produtos publicitários lucrativos que ela poderia integrar.

Mas e os dispositivos físicos de Roku?
Ah é verdade. A Roku também fabrica TVs e caixas de streaming reais, o que significa que a Netflix potencialmente entraria no jogo de hardware, um espaço que quase certamente acha desagradável.

Em dezembro de 2007, a Netflix quase fez exatamente isso.

A empresa estava a semanas de lançar sua própria caixa Roku – codinome “Griffin” – com o fundador da Roku, Anthony Woods, liderando o desenvolvimento.

  • Os preços foram decididos, os anúncios foram filmados e um vídeo de paródia interno intitulado “The Griffin Initiative” foi filmado, mostrando funcionários da Netflix jogando “Pong” para um narrador dizendo: “Os gerentes de produto … usaram processos científicos altamente evoluídos…”

Abruptamente, o CEO da Netflix, Reed Hastings, arrancou o dispositivo e desmembrou a empresa, convencido de que isso complicaria o relacionamento com outros fabricantes de hardware.

Quase 15 anos depois, salvo alguma volatilidade recente, parece que foi uma decisão bastante sábia.

Autor: higor torrez

Você também pode gostar de...