Coração emprestado? Bolsonaro vai receber coração de D. Pedro 1

Já vimos pessoas pegarem muita coisa emprestada, mas coração é a primeira vez. Certamente o presidente Jair Bolsonaro será inovador no ato ao receber o coração de d. Pedro 1º na rampa do Palácio do Planalto na próxima terça-feira, em Brasília. Risos.

  • O coração emprestado ao Brasil a pedido do governo Bolsonaro e deverá ficar no Palácio do Itamaraty, em Brasília, até 8 de setembro, para as comemorações dos 200 anos da Independência brasileira.

Durante o período, estudantes, especialmente os da rede pública, e o público poderá visitar o salão no Itamaraty dedicado à exposição do órgão. As visitas precisam ser agendadas com antecedência.

  • O coração chegará a Brasília hoje, em voo da Força Aérea Brasileira com pouso previsto para as 9h30. Em seguida, será levado ao Itamaraty. No dia seguinte, o órgão será recebido por Bolsonaro em uma cerimônia com direito ao hino e a um discurso do presidente.

Além disso, também está prevista ainda uma cerimônia no dia 6 de setembro com chefes de Estado dos países de língua portuguesa, com a presença confirmada de Marcelo Rebelo de Sousa (presidente de Portugal).

Sem grandes passeios: Autoridades portuguesas solicitaram ao governo brasileiro que o coração de d. Pedro 1º não ficasse em romaria pelo país e fosse exposto em apenas uma cidade.

Take Away: O uso político da vinda do coração por Bolsonaro tem recebido críticas. Em 1972, a ditadura militar trouxe os restos mortais de dom Pedro para a celebração dos 150 anos da Independência. Desde então, a ossada do imperador está no Museu do Ipiranga, em São Paulo.

Autor: higor torrez

Você também pode gostar de...