A saga Musk X Twitter: A rede social afirma que a tentativa de Elon de encerrar sua compra de US$ 44 bilhões é “inválida”

Nada de cancelar contrato Tio Musk! O CEO deseja voltar atrás na sua compra do Twitter no valor de US$ 44 bilhões. 

Na última sexta-feira (8) Elon decidiu rescindir o acordo de aquisição, alegando que o Twitter violou a negociação ao não entrar os dados das contas de spam da plataforma. 

Então, pelo visto nada de acordo?

Neste domingo (10) os representantes legais da rede sociais elaboraram uma carta aos advogados de Musk e chamam as alegações do bilionário de “inválidas” e exigiram que ele siga com a aquisição.

Enquanto, o seu advogado alegou que a empresa não cumpriu suas obrigações legais em fornecer dados suficientes para Musk.

Como resposta, a equipe do Twitter disse que o “Twitter não violou nenhuma de suas obrigações e continuam fornecendo as informações solicitadas por Musk para a conclusão da transação.  Segundo eles, Musk “violou o acordo de forma consciente, intencional e material” 

Calma, que a confusão não termina por aí… 

Quais os prováveis próximos passos?

O acordo ainda não foi rescindido, ou seja, a Carta de Compromisso de Dívida Bancária e a Carta de Compromisso de Ações permanecem em vigor com a exigência de que Musk e as demais partes cumpram suas obrigações do acordo.

Dessa forma, a menos que Elon compre a plataforma ou se chegue a um acordo, a disputa pode sim acabar no tribunal.


Zoom out: As ações do Twitter despencaram com a novidade, caindo mais de 11% na segunda-feira — Esse número é quase 40% abaixo do preço do acordo de Musk, chegando a R$ 88,03/dia.

Você também pode gostar de...